Ministro anuncia nova medicação para combate à tuberculose

A tuberculose é uma das principais causas de mortes no mundo. Estima-se que, em 2017, 10 milhões de pessoas adoeceram por tuberculose e que a doença tenha causado 1,3 milhões de óbitos. Em 2018, no Brasil, foram diagnosticados 72.788 novos casos.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa avançar para outros órgãos. A doença é causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch.

As estatísticas ainda preocupam, entretanto, existe cura para a tuberculose. E, para facilitar a adesão de crianças pacientes ao tratamento, na última segunda-feira (09), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou um novo medicamento que visa simplificar o tratamento contra a tuberculose em crianças de até 10 anos. 

Atualmente, os pacientes recebem a combinação de três comprimidos (rifampicina 75 mg + isoniazida 50 mg + pirazinamida 150 mg) na chamada fase intensiva do combate à doença e dois (rifampicina 75 mg + isoniazida 50 mg) no estágio de manutenção. Mas, com o anúncio do ministro, a partir de 2020, terá um único remédio efervescente que agregará todos os compostos necessários, sem a perda da eficácia. A mudança estará disponível na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). A medida voltada ao público infantil se fez necessário para melhorar a adesão ao tratamento. O tratamento atual para adultos não sofreu alterações.

Com a iniciativa, o Brasil se alinha a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), que defendem o uso de medicamentos em dose única para simplificar e facilitar o tratamento. Além disso, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assume, ainda em 2019, a presidência do Conselho da Stop TB Partnership, instituição que busca eliminar a tuberculose no mundo, vinculada ao Escritório das Nações Unidades de Serviços para Projetos (UNOPS/ONU). 


Sintomas

Segundo o Ministério da Saúde, o principal sintoma da tuberculose é a tosse na forma seca ou produtiva. Há outros sinais e sintomas, como:

  • febre vespertina
  • sudorese noturna
  • emagrecimento
  • cansaço/fadiga
Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,564FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações