Estresse pode fazer o cabelo ficar branco

0
369

O ditado que estresse faz o cabelo ficar mais branco é antigo, mas o fato ainda não havia sido comprovado cientificamente. O cabelo branco vai conquistando espaço na cabeça de quem já está na terceira década de vida, mas para a maioria das pessoas, somente aos 50 anos de idade fica impossível de esconder. No entanto, esse processo pode ficar mais rápido conforme seu estresse, segundo estudo.

Uma recente pesquisa mostrou porquê o processo de despigmentação capilar pode ocorrer mais rápido sob condições de estresse intenso ou constante. “Há muito tempo se diz que o estresse faz o cabelo ficar branco. Mas, até o momento, essa afirmação não tinha base científica. Comprovamos neste estudo que o fenômeno de fato ocorre e identificamos os mecanismos envolvidos. Além disso, descobrimos uma forma de interromper o processo do branqueamento por estresse”, contou o integrante do Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CRID), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Thiago Mattar Cunha.

O estudo foi realizado em parceria com um grupo de cientistas da Harvard University, nos Estados Unidos, coordenado pela professora de biologia regenerativa Ya-Chieh Hsu. Os resultados foram divulgados na revista Nature.


Cientistas descobrem célula com potencial para tratar todos os tipos de câncer

Coronavírus: o que se sabe sobre a nova infecção?


Estresse deixa o cabelo branco?

Afinal, é verdade que o estresse pode deixar o cabelo mais branco? os resultados foram descobertos por acaso, após o grupo de pesquisadores realizarem um estudo sobre a dor em camundongos da linhagem Black-c57 – com pelagem negra. No experimento, eles administraram uma substância chama resiniferatoxina para ativar  um receptor expresso nas fibras nervosas sensoriais e induzir uma sensação dolorosa intensa. “Cerca de quatro semanas após a injeção sistêmica da toxina, um aluno de doutorado observou que os animais estavam com os pelos completamente brancos.”, afirmou o pesquisador.

O experimento foi repetido algumas vezes, até que o grupo da Universidade de São Paulo se convenceu de que o embranquecimento dos fios havia sido causado pela aplicação da substância química extraída da planta Euphorbia resinifera, muito parecida com um cacto. Ou seja, os pelos brancos seriam o resultado do estresse induzido pela dor. 

“Depois de injetarmos a resiniferatoxina nos camundongos, tratamos os animais com guanetidina, um anti-hipertensivo capaz de inibir a neurotransmissão pelas fibras simpáticas. Observamos que o processo de embranquecimento capilar foi bloqueado pelo tratamento”, contou Cunha.

estresse pode deixar cabelos brancos experimento em ratos
Nos ratos, o estresse agudo esgota as células-tronco que dão cor aos pelos. 
Foto: William A. Gonçalves

Segundo os pesquisadores, a descoberta chama atenção para efeitos colaterais negativos de uma resposta evolutiva protetora. “O estresse agudo, particularmente a resposta de luta ou fuga, é tradicionalmente visto como benéfico para a sobrevivência de um animal. Mas, neste caso, o estresse agudo causou o esgotamento permanente das células-tronco”, disse o pós-doutorando no laboratório de Hsu e primeiro autor do artigo, Bing Zhang.


Fonte: Agência Fapesp e Revista Nature.


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here