Coronavírus: aviões da FAB vão à China buscar brasileiros

Os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) já estão a caminho de Wuhan, na China, epicentro da epidemia do novo coronavírus, em busca dos 34 brasileiros que se encontram na cidade. As aeronaves decolaram por volta do meio-dia desta quarta-feira (05) da Base Aérea de Brasília.

“As pessoas que vão embarcar na China estão sadias e sem evidência da doença. Na chegada ao Brasil, serão feitos exames para identificar quaisquer problemas”, disse o responsável pela missão, brigadeiro Damasceno, para Agência Brasil.

Cada avião sai do Brasil com 18 tripulantes. Desses, sete são da área de saúde (seis médicos militares e um ligado ao Ministério da Saúde). 

A previsão é que as aeronaves levem 62 horas no processo de ida e volta, sendo 47 horas de voo. Com isso, a chegada à China está prevista para amanhã (6) ao fim do dia (horário de Brasília). A chegada ao Brasil está prevista para sábado (8).


Fonte: Ministério da Defesa.

As duas aeronaves da FAB fazem escala em Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Urumqi (China) e devem chegar a Wuhan na sexta-feira (7). A previsão inicial de regresso é sábado (8).

Quando chegarem ao Brasil, todos os resgatados passarão por uma quarentena de 18 dias na cidade de Anápolis (GO), seguindo protocolos e instruções oficiais visando à segurança de todos envolvidos. Os cidadãos isolados terão tratamento gratuito e o direito de serem informados permanentemente sobre seu estado de saúde.


Rio prepara plano de contingência do coronavírus para o carnaval

Vacina poderá impedir propagação do coronavírus


Coronavírus na China

No dia 30 de janeiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de coronavírus como emergência em saúde pública de importância internacional. A China tem 491 mortes por coronavírus e 24.363 casos confirmados, de acordo com balanço do governo Chinês, divulgado na mídia local. Ao menos 892 pessoas já se recuperaram do vírus.

No Brasil, há 11 casos suspeitos e nenhum confirmado até às 14h desta quarta-feira (05). O Ministério da Saúde instalou o Centro de Operações de Emergência (COE) – coronavírus para preparar a rede pública de saúde para o atendimento de possíveis casos no Brasil.


Coronavírus e a indústria de novas tecnologias em saúde

OMS declara coronavírus emergência de saúde pública internacional

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações