Recém-nascido é diagnosticado com coronavírus na China

Um recém-nascido foi diagnosticado com o novo coronavírus apenas 30 horas após o nascimento, em Wuhan, na China, segundo a televisão estatal. De acordo com o anúncio feito nesta quarta-feira (5), após exames, o recém-nascido apresentou sorologia positiva para 2019-nCoV.

O bebê seria a pessoa mais jovem infectada pelo vírus, de acordo com a agência France Presse. A epidemia do novo coronavírus matou quase 500 pessoas no território chinês desde o primeiro caso, e até agora contabiliza 24.363 casos confirmados.

Especialistas citados pela rede pública de televisão CCTV disseram que o recém-nascido diagnosticado com coronavírus pode ser um caso de “transmissão vertical”, referindo-se a infecções transmitidas de mãe para filho durante a gravidez, o parto ou logo após.

O recém-nascido tem sinais vitais estáveis e sem febre ou tosse, mas tinha falta de ar, disseram os médicos. A radiografia de tórax mostrou sinais de infecção e houve algumas anomalias nas funções hepáticas.


Coronavírus: aviões da FAB vão à China buscar brasileiros

Coronavírus e a indústria de novas tecnologias em saúde


Segundo o portal South China Morning Post, as autoridades de saúde chinesas identificaram um número de pacientes que se tornaram portadores e transmissores do coronavírus, apesar de não apresentarem sintomas externos da doença.

O especialista em doenças infecciosas do Hospital Ditan de Pequim, Li Xingwang, disse que a maioria dos portadores “dormentes” estava relacionada e havia pegado o vírus de pacientes com sintomas. “Essas [operadoras] têm o vírus e podem transmiti-lo. A quantidade de vírus se correlaciona com a gravidade da doença, o que significa que esses pacientes carregam menos vírus e sua capacidade de transmitir doenças é mais fraca ”, disse Li.

Coronavírus no Brasil

Nesta quarta-feira (5), o Ministério da Saúde atualizou as informações sobre casos suspeitos de coronavírus no Brasil, repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde.

De acordo com o último boletim epidemiológico, foi registrada a diminuição de dois casos suspeitos. Agora, 11 casos se enquadram na atual definição de caso suspeito para nCoV-2019, o novo coronavírus. No entanto, o Brasil segue sem casos confirmados.

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações