Mortes por coronavírus na Itália aumentam para 627 em um dia

0
396
epa08297459 A disinfection worker cleans an ambulance in front of the Clinic for Infectious and Tropical Diseases in Belgrade, Serbia, 16 March 2020. The Serbian authorities declared the state of emergency on Sunday 15 March over the situation with the coronavirus. Several European countries have closed borders, schools and public facilities, and have cancelled major sports and entertainment events in order to prevent the spread of the coronavirus SARS-CoV-2 which causes the Covid-19 disease. EPA/ANDREJ CUKIC

A Itália registrou 627 mortes relacionadas ao novo coronavírus nesta sexta-feira (20), anunciaram as autoridades. Com isso, o número de vítimas de Covid-19 no país chegou a 4.032, tendo um aumento de 18,4% – a quantidade é a maior já registrada em 24 horas desde o início do contágio.

Um dia antes, na quinta-feira (19), o país europeu havia ultrapassado a China com a maioria das mortes por doenças respiratórias altamente contagiosas. Segundo balanço da Agência de Proteção Civil, a quantidade de infectados pela doença é de 47.021, sendo 37.860 casos ativos, 5.129 recuperados e 2.655 em terapia intensiva. A região da Lombardia, no norte do país continua sendo a mais afetada pela doença, com 22.264 casos.

O Instituto Nacional de Saúde (ISS), órgão subordinado ao Ministério da Saúde da Itália e que monitora a emergência, analisou que a idade média dos que morreram era de 78,5 anos, com a vítima mais jovem com 31 anos e a mais velha com 103 anos. A idade média era de 80 anos. Cerca de 41% das vítimas tinham entre 80 e 89 anos, já a faixa etária entre 70 e 79 anos representava mais 35%.

A Itália tem a população mais antiga do mundo depois do Japão, com cerca de 23% das pessoas com mais de 65 anos. Especialistas em medicina dizem que esses dados demográficos podem explicar por que o número de mortes aqui é muito maior do que em qualquer outro lugar do mundo.

O relatório da ISS, baseado em uma pesquisa com 3.200 mortos, disse que os homens representam 70,6% das mortes e as mulheres 29,4%. A idade média para as mulheres que morreram foi de 82 contra 79 para os homens. Em comparação, a idade média dos que apresentaram resultado positivo para a doença foi de 63 anos.

Uma análise mais profunda de 481 dos falecidos mostrou que quase 99% deles estavam sofrendo de uma ou mais condições médicas antes de pegar o vírus. Cerca de 48,6% apresentavam três ou mais patologias anteriores.

Foto: ANSA / EPA


Quanto tempo o coronavírus sobrevive nas superfícies?

Idosos são mais vulneráveis ao coronavírus

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here