OMS suspende ensaio clínico com cloroquina em pacientes com covid-19

0
303

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, informou nesta segunda-feira (25) que um ensaio clínico do medicamento cloroquina em pacientes com covid-19 foi suspenso por questões de segurança. A decisão foi tomada dentro do Ensaio Solidariedade, iniciativa internacional com 100 países liderada pela OMS para buscar remédios e tratamentos contra a doença.

“O grupo executivo implementou uma pausa temporária do braço da hidroxicloroquina no ensaio Solidariedade, enquanto os dados de segurança são revisados pelo conselho de monitoramento de segurança dos dados. Os outros braços do ensaio continuam”, disse Tedros em coletiva online.



A decisão foi anunciada após o lançamento do estudo sobre o uso de cloroquina na revista médica ” The Lancet “, publicado em 22 de maio de 2020. Na pesquisa, os autores relataram que, entre os pacientes que receberam o medicamento, quando utilizados isoladamente ou com um macrólido (antibiótico), estimaram uma maior taxa de mortalidade.

A OMS destacava que não tinha evidências científicas de benefícios no uso da hidroxicloroquina. Mas decidiu incluir o remédio nas pesquisas do Ensaio Solidariedade em cerca de 400 hospitais pelo mundo.

Diante da publicação da pesquisa, o Grupo Executivo do Estudo de Solidariedade reuniu-se e concordou em revisar uma análise abrangente e uma avaliação crítica de todas as evidências disponíveis sobre os medicamentos. A revisão considerará os dados coletados até o momento no Estudo de Solidariedade e, em particular, os dados disponíveis aleatórios e robustos, para avaliar adequadamente os possíveis benefícios e malefícios desse medicamento.


Cloroquina no Brasil

Na semana passada, o Ministério da Saúde incluiu a cloroquina, e seu derivado hidroxicloroquina, no protocolo de tratamento para pacientes com sintomas leves de covid-19 no Brasil. De acordo com o novo protocolo, cabe ao médico a decisão sobre prescrever ou não a substância, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, com a assinatura do Termo de Ciência e Consentimento.


Foto: Jader Paes/Agência Pará

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here