Testes com vacina chinesa contra covid-19 pode começar em breve em São Paulo

0
289

O estado de São Paulo espera receber aprovação regulatória federal pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar testes de uma potencial vacina contra o coronavírus desenvolvida pela chinesa Sinovac. O anúncio foi realizado pelo governador João Doria, em coletiva de imprensa, nesta segunda-feira.

“Estamos aguardando para esta semana a aprovação final da Anvisa para que o Instituto Butantan inicie imediatamente os testes clínicos, a terceira fase da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan com a Sinovac, o laboratório chinês com o qual temos acordo”, disse Doria no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

O governador afirmou que 9.000 voluntários já haviam sido registrados para testar a vacina. “Tenho certeza que a Anvisa fará (a liberação) esta semana”, afirmou.


Sinovac anuncia potencial em testes de vacinas, com 90% de sucesso


O anúncio ocorre após o governo federal do Brasil assinar um acordo para produzir outra vacina em potencial, desenvolvida pela empresa farmacêutica AstraZeneca, com pesquisadores da Universidade de Oxford.

Essa vacina é apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a que está em estágio mais avançado. Ela já está sendo testada no Brasil em estudo liderado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O diretor executivo da OMS, Michael Ryan, disse nesta segunda-feira que o Brasil ainda enfrenta um “grande desafio” para conter a pandemia e deve fazer mais para integrar seus esforços em diferentes níveis de governo.

“Nós encorajamos mais uma vez que o Brasil continue lutando contra a doença, que o Brasil vincule os esforços no nível federal e estadual de uma maneira muito mais sistemática, que haja um enfoque em uma abordagem abrangente para controlar a doença e fazer isso em de forma sustentada”.

Doria deixou claro que São Paulo não está tentando competir com o governo federal para encontrar primeiro uma vacina, ao testar a opção chinesa. “Quanto mais vacinas testadas e aprovadas tivermos, melhor“, disse.

Sendo o segundo país com maior número de casos e mortes pelo novo coronavírus, o Brasil se tornou uma frente importante na corrida global por uma vacina, já que os ensaios clínicos provavelmente produzirão resultados mais rapidamente em locais onde o vírus é disseminado. No domingo, o Brasil tinha mais de 1,3 milhão de casos de coronavírus e 57.000 mortes.


LEIA MAIS:
Pesquisa investiga relação entre genes e casos graves de covid-19
Ministério anuncia novos critérios para caracterizar casos de covid-19
Governo anuncia parceria para produzir vacina contra covid-19

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here