São Paulo receberá 5 milhões de doses da vacina CoronaVac

O estado de São Paulo deve receber, em outubro, 5 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech. O anúncio foi feito pelo governador do estado, João Doria, no domingo (20). 

Em publicação no Facebook, Doria anunciou que a previsão é de que haja 46 milhões de doses até dezembro. Além disso, ressaltou sobre a transferência de tecnologia da farmacêutica para o instituto, dando a possibilidade de produzir a vacina em escala industrial e fornecimento gratuito à população por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

O governo paulista informou que o Instituto Butantan irá iniciar, em novembro, obras para ampliar sua estrutura física, a fim de acelerar a produção do imunizante. A expectativa do é que a reforma seja finalizada ainda em setembro. 

A CoronaVac é produzida com vírus inativados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) para inoculação em humanos. Com a aplicação de duas doses, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da Covid-19.

O estágio final de testes em humanos tem como objetivo avaliar a eficácia e segurança do imunizante para uso em massa. A CoronaVac já está na fase 3 de testes em humanos. Os testes, de responsabilidade do Instituto Butantan, começaram a ser feitos no Brasil em julho e serão aplicados em 9 mil voluntários. A testagem foi organizada a partir de 12 centros de pesquisas, localizados em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.

A farmacêutica chinesa relatou que a vacina candidata mostrava ser segura para pessoas idosas, de acordo com resultados preliminares de um teste inicial a intermediário, enquanto as respostas imunológicas desencadeadas foram ligeiramente mais fracas do que em adultos mais jovens. O imunizante não causou efeitos colaterais graves em testes de Fase 1 e Fase 2 lançados em maio envolvendo 421 participantes com pelo menos 60 anos


Foto: Governo do Estado de São Paulo.


LEIA MAIS:
Governo zera Imposto de Importação de vacinas contra covid-19
Covid-19: Fabricantes de vacinas assinam compromisso de segurança
Falar alto traz mais riscos de transmissão da covid-19

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações