Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro

0
332
MOSCOW, RUSSIA - SEPTEMBER 6, 2020: Ampoules with EpiVakKorona, a COVID-19 vaccine developed by the Vector State Research Center of Virology and Biotechnology of the Russian Federal Service for Surveillance on Consumer Rights Protection and Human Wellbeing (Rospotrebnadzor). Rospotrebnadzor Press Office/TASS Ðîññèÿ. Ìîñêâà. Âàêöèíà îò êîðîíàâèðóñà "ÝïèÂàêÊîðîíà", ðàçðàáîòàííàÿ Ãîñóäàðñòâåííûì íàó÷íûì öåíòðîì âèðóñîëîãèè è áèîòåõíîëîãèè "Âåêòîð" Ðîñïîòðåáíàäçîðà. Ïðåññ-ñëóæáà Ðîñïîòðåáíàäçîðà/ÒÀÑÑ

A Rússia espera registrar uma segunda potencial vacina contra a Covid-19 até o dia 15 de outubro, disse a agência de notícias TASS citando o órgão regulador russo de segurança do consumidor Rospotrebnadzor, nesta terça-feira (22).ebcebc

“O Ministério da Saúde da Federação Russa iniciou, de acordo com o decreto do Governo da Federação Russa de 03.04.2020 № 441, o procedimento para o registro da vacina EpiVacCorona. Está planejado para concluir o procedimento de registro para a vacina EpiVacCorona antes de 15 de outubro de 2020.”, disse o comunicado.

A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Vector, da Sibéria, que recebeu permissão para realizar as duas primeiras fases dos testes clínicos em 24 de julho e os iniciou em 27 de julho. O estágio inicial de testes em humanos foi concluído na semana passada.

Após o registro da vacina em outubro de 2020, serão iniciados os ensaios clínicos com a participação de voluntários com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas, além de ensaios clínicos pós-registro controlados por placebo envolvendo 5.000 voluntários adultos de diferentes grupos de idade.

O desenvolvimento da vacina é baseada em epítopos contra o novo coronavírus. Também conhecido como determinante antigênico, um epítopo é uma porção muito pequena de uma molécula que é reconhecida pelo sistema imunológico. Quando o sistema imunológico identifica uma ameaça, ele ativa a resposta imunológica a fim de prevenir o desenvolvimento e a disseminação da infecção.

Por meio de simulação em computador, os pesquisadores projetaram centenas de epítopos do SARS-CoV-2 e selecionaram os mais importantes: aqueles que provocam a resposta imunológica capaz de bloquear as funções vitais do vírus.

Os epítopos selecionados foram sintetizados quimicamente como moléculas de peptídeos, que, por sua vez, foram acopladas a uma macromolécula de proteína que serve como transportadora para esses peptídeos. Os epítopos são introduzidos com a vacina e o sistema imunológico introduz uma resposta defensiva.

A Rússia registrou sua primeira candidata a vacina — Sputnik V — desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, em agosto. Os testes em estágio avançado desta candidata com pelo menos 40 mil pessoas estão em andamento.


Foto: Assessoria de Imprensa Rospotrebnadzor/TASS


LEIA MAIS:
Governo zera Imposto de Importação de vacinas contra covid-19
Covid-19: vacina russa mostra resultados promissores
Governo do Paraná assina acordo com Rússia sobre vacina contra covid-19

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here