Dia do Coração: cinco sintomas de que você pode ter um infarto

Um problema no coração nem sempre começa com uma dor no peito. Suor, cansaço, náusea, dores do estômago ou nos braços e até mesmo um inchaço nas pernas podem indicar a iminência de um infarto agudo do miocárdio, evento cardiovascular que mais mata no mundo, responsável por mais de 100 mil óbitos por ano, em média, no Brasil.

Mulheres, idosos e diabéticos precisam ficar ainda mais atentos a esses sintomas. É frequente que esses pacientes não manifestem a dor torácica (mais característica de um infarto), e, não raras vezes, os sintomas podem surgir na forma de cansaço excessivo, por exemplo, algo dificilmente associado ao infarto.

Cerca de 60% das mortes por ataques cardíacos acontecem em até uma hora após o início do infarto. Por isso, o paciente, na menor manifestação de um sintoma, deve procurar o atendimento rapidamente. “No infarto, o tempo é uma questão crítica. Quando um paciente chega com infarto, temos até doze horas para desobstruir a artéria. Por isso, quanto mais rapidamente procurar a emergência, maior a chance de o paciente se recuperar sem sequelas”, afirma o cardiologista Thiago Germano, de São Paulo.

Confira abaixo cinco sintomas de problemas cardíacos que merecem atenção:

Dores no braço e na mandíbula

Problemas no coração podem fazer com que os sintomas se espalhem para outras regiões do corpo. E os primeiros sinais podem aparecer por meio de dores nos membros superiores. Determinadas lesões de artérias específicas do coração podem irradiar a dor para região cervical e da mandíbula.

Suor em excesso

A obstrução da circulação sanguínea no coração pode causar uma descarga adrenérgica, cujos sintomas são parecidos com as de um transtorno do pânico. E além de dores e palpitações, ela pode causar a sudorese no paciente. 

Náusea e dores no estômago

Como a parede inferior do coração está próxima ao estômago, determinados infartos manifestam sintomas similares ao de uma má digestão, como queimação, náusea ou vómito.

Ronco

É um fator de risco cardiovascular, principalmente em pacientes que apresentam apneia do sono, pois eles sofrem variação da pressão arterial durante o sono e, consequentemente, têm mais chances de apresentar doenças cardíacas.

Pé inchado

É um sintoma que merece o sinal vermelho de alerta.  Normalmente, ele se manifesta em pacientes no estágio avançado da insuficiência cardíaca, quando o bombeamento de sangue para o resto do corpo já está bastante prejudicado. E um dos primeiros lugares em que o líquido se acumula são os pés ou os tornozelos.


Fonte: Agência Einstein


LEIA MAIS:
Hepatites virais somam 40 mil casos no Brasil
Casos de bruxismo aumentam na pandemia
Somente 1% de adolescentes do sexo masculino vai ao médico

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,697FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações