Reino Unido pode disponibilizar vacina contra covid-19 antes do Natal

Uma vacina contra a covid-19 pode ser disponibilizada para algumas pessoas no Reino Unido antes do Natal, mas um lançamento no início de 2021 é o mais provável, disse Kate Bingham, a responsável pela aquisição de possíveis imunizantes no país, nesta quarta-feira (28). A vacinação é amplamente considerada como a única estratégia eficaz de saída da pandemia do novo coronavírus.

“Se as primeiras duas vacinas, ou qualquer uma delas, mostrarem que são seguras e eficazes, acho que há uma possibilidade de que a disponibilização da vacina comece antes do Natal. Mas se não, acho que é mais realista esperar para o início do ano que vem”, disse ela em entrevista à BBC.

Em artigo publicado na revista científica The Lancet, Kate Bingham explica que pela oferta inicial limitada de doses do imunizante indica que o governo terá que definir quem vai receber primeiro e quando. “Nós nos concentramos em vacinas que devem eliciar respostas imunes na população com mais de 65 anos: mais de três quartos das mortes causadas pela infecção por SARS-CoV-2 ocorrem nesta população mais velha, portanto, é essencial que qualquer vacina seja capaz de proteger esse grupo.”

De acordo com o artigo, o conselho provisório do Comitê Conjunto de Vacinação e Imunizações do Reino Unido recomenda a vacinação para adultos com mais de 50 anos, assistentes de saúde e assistentes sociais na linha de frente e adultos com comorbidades subjacentes. A dose exata necessária será determinada como parte dos ensaios clínicos e pelas decisões tomadas pelo Governo do Reino Unido com base no parecer do Joint Committee on Vaccination and Imunization. 


LEIA MAIS:
Vacina de Oxford produz resposta imunológica contra covid-19 em adultos jovens e idosos
Coronavac é a vacina mais segura contra Covid-19, mas eficácia será anunciada somente no final do ano
Bebê nasce com anticorpos contra Covid-19 na Espanha

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Plano de vacinação contra a Covid-19: 49,6 milhões de pessoas serão vacinadas nas três primeiras etapas

Ainda não há uma data de início para a vacinação. O governo afirma que é preciso esperar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o registro de vacinas. Até agora, nenhum pedido de registro emergencial foi enviado.

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações