Reino Unido aprova vacina contra Covid-19 e anuncia imunização a partir da próxima semana

O Reino Unido se tornou a primeira nação ocidental no mundo a aprovar uma vacina contra a Covid-19, nesta quarta-feira (02), abrindo caminho para o início da imunização em massa. A vacina é desenvolvida pela farmacêutica Pfizer e a empresa alemã de tecnologia BioNTech. A Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA) concedeu aprovação de uso emergencial fazendo uma análise contínua dos dados e do processo de fabricação enquanto as empresas corriam para concluir os testes.

Em novembro, as companhias anunciaram a conclusão dos testes e declararam que a vacina foi considerada mais de 90% eficaz na prevenção da doença em participantes sem evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2, sem apresentar efeitos adversos graves.

“A autorização de uso de emergência atual no Reino Unido marca um momento histórico na luta contra o COVID-19. Esta autorização é uma meta pela qual temos trabalhado desde que declaramos que a ciência vencerá, e aplaudimos a MHRA por sua capacidade de conduzir uma avaliação cuidadosa e tomar medidas oportunas para ajudar a proteger o povo do Reino Unido ”, disse Albert Bourla, Presidente e CEO da Pfizer.

“Acreditamos que a implementação do programa de vacinação no Reino Unido reduzirá o número de pessoas hospitalizadas na população de alto risco. Nosso objetivo é levar uma vacina segura e eficaz, após aprovação, para as pessoas que dela precisam.”, destacou Ugur Sahin, CEO e co-fundador da BioNTech

A vacina é administrada em duas injeções, com 21 dias de intervalo, sendo a segunda dose um reforço. A imunidade começa a se manifestar após a primeira dose, mas atinge seu efeito total sete dias após a segunda. A vacina deve ser armazenada por volta de -70C, e será transportada em caixas especiais de até 5.000 doses, acondicionadas em gelo seco.

O Reino Unido comprou 40 milhões de doses, e as primeiras 800 mil já devem estar disponíveis na próxima semana. A distribuição será priorizada de acordo com as populações identificadas nas orientações do Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI).

Os reguladores dos Estados Unidos da União Europeia estão analisando os mesmos dados de testes de vacinas da Pfizer, mas ainda não tomaram uma decisão.


LEIA MAIS:
Pfizer inicia processo de registro para vacina contra Covid-19 na Anvisa
Vacina da Pfizer e BioNTech induziu resposta imune contra coronavírus, mostram dados preliminares
Pfizer pode produzir 1 bilhão de doses de vacina contra covid-19, após testes positivos

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações