Coronavac tem 78% de eficácia contra a Covid-19 em estudo final no Brasil

A vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, mostrou-se 78% eficaz em um teste brasileiro em estágio final, anunciou o governo do Estado de São Paulo, nesta quinta-feira (07). A notícia aproxima o imunizante da aprovação regulatória no Brasil.

De acordo com o governo, a vacina garantiu a proteção de 100% contra casos graves, internações e mortes nos voluntários vacinados. A taxa de 78% foi em casos leves. Os testes foram realizados em 22 centros de pesquisa clínica com mais de 13 mil voluntários em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A taxa mínima de eficácia recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é de 50%. Com os índices atingidos na pesquisa, o Instituto Butantan deu início, nesta quinta-feira (07), à solicitação do registro emergencial da vacina para a Anvisa, que tem prazo de 10 dias para analisá-lo.

O imunizante é a principal aposta do governador João Doria para vacinar a população do Estado de São Paulo. Segundo o governo, o Plano Estadual de Imunização (PEI) espera vacinar 9 milhões de pessoas em três meses, a partir do dia 25 de janeiro, com o registro emergencial aprovado.

A CoronaVac é produzida com vírus inativados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) para inoculação em humanos. Com a aplicação de duas doses, o sistema imunológico passa a produzir anticorpos contra o agente causador da Covid-19.

Na China, a vacina foi aprovada em julho para uso emergencial para vacinar grupos de alto risco, como profissionais da saúde. Além do Brasil, outros quatro países planejam usar ou já usam a CoronaVac: China, Indonésia, Turquia e Chile.


LEIA MAIS:
Plano de vacinação contra a Covid-19: 49,6 milhões de pessoas serão vacinadas nas três primeiras etapas
Imposto de importação de seringas e agulhas é zerado até junho
Itamaraty afirma que negociação para adquirir vacinas da Índia está em estágio avançado

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,564FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações