Obesidade, diabetes e problemas cardíacos causaram dois terços das internações por Covid-19, afirma estudo


Um estudo feito nos Estados Unidos mostrou que quatro condições foram responsáveis por cerca de dois terços das hospitalizações por Covid-19 naquele país. Segundo a pesquisa, publicada no Journal of the American Heart Association (JAHA), mais de 60% dos pacientes internados sofriam pelo menos uma destas comorbidades: obesidade, hipertensão, diabetes ou insuficiência cardíaca.

O trabalho conduzido por cientistas da Universidade Tufts usou uma simulação matemática para estimar o número de hospitalizações pelo coronavírus que poderiam ter sido evitadas se os americanos não sofressem de problemas cardiometabólicos.

Analisando mais de 900 mil internações por Covid-19 em adultos, eles descobriram que 30% foram atribuíveis à obesidade; 26%, à hipertensão; 21%, ao diabetes; e 12% à insuficiência cardíaca. Em termos epidemiológicos, a proporção atribuível representa a porcentagem de internações evitáveis na ausência dessas condições. Ou seja, sem elas, esses mesmos indivíduos poderiam ter sido infectados, mas não teriam um curso clínico grave o suficiente para exigir hospitalização.

Segundo cálculo dos autores, uma redução de 10% na prevalência nacional de cada condição, se combinadas, poderia prevenir cerca de 11% de todas as hospitalizações por Covid-19.

“Embora as vacinas contra a Covid-19 reduzam as infecções, temos um longo caminho a percorrer para chegar a esse ponto. Nossas descobertas pedem intervenções para determinar se a melhoria da saúde cardiometabólica reduzirá as hospitalizações, morbidade e cepas da Covid-19”, alerta Dariush Mozaffarian, autor principal do estudo e reitor da Escola Friedman, da Universidade Tufts.

Negros e hispânicos sofrem mais

Mozaffarian e sua equipe observaram também uma disparidade nas hospitalizações de acordo com idade ou etnia. Um exemplo é que cerca de 8% dessas internações em adultos com menos de 50 anos foram estimadas como devidas ao diabetes em comparação com cerca de 29% entre aqueles com 65 anos ou mais. Já a obesidade teve um impacto igualmente prejudicial em todas as faixas etárias.

Independentemente da idade, as hospitalizações por Covid-19 atribuíveis a essas condições foram maiores em adultos negros do que em brancos. Entre os hispânicos, foram geralmente maiores para diabetes e obesidade, novamente quando comparados aos brancos. Um exemplo mostrado pelo estudo é que, entre pessoas maiores de 65 anos, estimou-se que a diabetes causou cerca de 25% das hospitalizações entre os brancos, contra cerca de 32% entre os negros e cerca de 34% entre os hispânicos.

Já quando combinadas as quatro condições, a proporção de hospitalizações atribuíveis foi maior em adultos negros de todas as idades, seguidos por hispânicos. Por exemplo, entre pessoas de 18 a 49 anos, as quatro condições conjuntas foram estimadas como causadoras de cerca de 39% das internações por Covid-19 entre adultos brancos, contra 50% entre negros.

Por isso, o autor do estudo alerta: “Políticas destinadas a reduzir a prevalência dessas quatro condições cardiometabólicas entre negros e hispano-americanos devem fazer parte de qualquer discussão de política estadual ou nacional que visa reduzir as disparidades de saúde da Covid-19”.


Foto: Ministério da Saúde


LEIA MAIS:
Diabetes é responsável por 43 amputações diárias no Brasil
OMS alerta que 1 em cada 4 pessoas terá problemas auditivos até 2050
Vacinas usadas no Brasil são seguras, diz Anvisa

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,811FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações