Anvisa recebe pedido de uso emergencial para vacina da Janssen

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, na noite de quarta-feira (24/3), o pedido de uso emergencial da vacina da Janssen, que é um braço farmacêutico da Johnson & Johnson. A Agência já iniciou a triagem dos documentos presentes no pedido. 

As primeiras 24 horas serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e verificar se os documentos necessários estão disponíveis. O prazo previsto entre o processo de verificação dos documentos e o resultado do pedido é de sete dias corridos. No entanto, caso haja falta de documentos, esse prazo será interrompido e a Anvisa pode solicitar as informações ao laboratório.

De acordo com o comunicado, a Agência atua conforme os procedimentos científicos e regulatórios, “que devem ser seguidos por aqueles que buscam a autorização de vacinas para serem utilizadas na população brasileira”. A norma que regulamenta o processo de autorização para uso emergencial é a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 475/2021

Para fazer a avaliação, a Anvisa utiliza as informações apresentadas junto com o pedido e também as informações já analisadas por meio da submissão contínua. “A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar que envolve especialistas das áreas de registro, monitoramento e inspeção. A equipe vem atuando de forma integrada, com as ações otimizadas e acompanhadas pela comissão que envolve três diretorias da Agência.”, afirmou.


LEIA MAIS:
Jovens continuam indo a festas, apesar da Covid-19
Pfizer inicia testes com medicamento antiviral oral contra o coronavírus
Governo anuncia chegada de IFA para fabricação de 32 milhões de doses da vacina contra a Covid-19

Infohealth
Primeiro site de notícias de saúde do Brasil.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações