Vacinas Pfizer e Moderna são 80% eficazes contra a Covid-19 após a primeira injeção

0
414

Com apenas a primeira dose, as vacinas desenvolvidas pela Pfizer com a BioNtech e pela Moderna se mostraram 80% eficazes na prevenção da infecção pelo novo coronavírus duas semanas ou mais após a primeira injeção, de acordo com novo estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, divulgado nesta segunda-feira (29).

Os resultados mostram que em duas semanas após a segunda dose, o risco de infecção caiu 90% entre os voluntários. O estudo analisou 3.950 profissionais de saúde, socorristas e trabalhadores da linha de frente entre 14 de dezembro de 2020 e 13 de março de 2021. Os testes avaliaram a capacidade das vacinas de proteger contra as infecções, incluindo as que não causam sintomas.

A vacina da Pfizer/BioNTech deve ser aplicada em duas doses com um intervalo de 21 dias entre a primeira e segunda injeção. Já para a vacina da Moderna, o intervalo é de 28 dias. As duas vacinas são baseada na tecnologia de RNA mensageiro.

“As vacinas de mRNA contra a Covid-19 autorizadas forneceram proteção inicial substancial contra infecções no mundo real para o pessoal de saúde, socorristas e outros trabalhadores essenciais da linha de frente de nosso país”, disse a diretora do CDC, Rochelle Walensky, em comunicado.

Os resultados do ensaio clínico vieram semanas depois de dados de Israel sugerirem que a vacina Pfizer/BioNTech foi 94% eficaz na prevenção de infecções assintomáticas e 97% eficaz em sintomáticas, incluindo casos graves e morte.

O estudo foi conduzido em oito locais nos Estados Unidos: Arizona; Flórida; Minnesota; Oregon; Texas e Utah. A análise foi publicada no jornal Morbidity and Mortality Weekly Report.

Segundo o CDC, esse é o primeiro estudo de uma série de pesquisas planejadas para avaliar o uso dos imunizantes na população. No Brasil, a vacinas da Pfizer/BioNTech teve seu registro definitivo aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso,


Foto: Alejandra De Lucca V. / Minsal


LEIA MAIS:
Pfizer inicia testes com medicamento antiviral oral contra o coronavírus
Pfizer e BioNTech afirmam que a vacina pode prevenir a infecção assintomática da Covid-19
Anvisa aprova registro definitivo da vacina da Pfizer contra Covid-19

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here