Composto antiviral da Romark reduziu a progressão para Covid-19 grave em 85% dos pacientes

0
636
3D render of a medical background with Corona virus cells

A farmacêutica norte-americana Romark Laboratories anunciou, nesta quinta-feira (15), os resultados iniciais de um ensaio clínico de Fase 3 de seu novo composto antiviral chamado NT-300, que inclui comprimidos de liberação prolongada de nitazoxanida de 300 mg. O estudo busca avaliar a eficácia e segurança do composto no tratamento de Covid-19 leve ou moderada em pessoas com 12 anos de idade ou mais.

Inicialmente, a pesquisa mostrou que os pacientes tratados com NT-300 não tiveram mudanças significativas no tempo de recuperação da Covid-19 comparados com os que receberam o placebo. Os dados mostram que o tempo médio foi de 13 dias em ambos os grupos, embora uma análise de subgrupo de pessoas com sintomas leves tenha encontrado uma redução de três dias com o medicamento de Romark.

No entanto, o estudo trouxe outra descoberta importante: o composto viral NT-300 reduziu a progressão para doença grave em todos os pacientes avaliáveis ​​em 85% em comparação com o placebo. O caso grave de Covid-19 foi observado em 0,5% do grupo que tomou o composto (um paciente), em comparação com 3,5% daqueles que receberam o placebo.

Com base nas descobertas, a Romark está trabalhando com o órgão regulador americano Food and Drug Administration (FDA) e planeja buscar a autorização de uso emergencial. Se concedida, o NT-300 pode se tornar o primeiro tratamento para Covid-19 disponível para retirada em farmácias.

“Junto com vacinas e tratamentos para doenças graves, os tratamentos orais que podem ser administrados fora de um ambiente hospitalar para reduzir efetivamente a progressão da doença são urgentemente necessários. Nossos resultados se comparam favoravelmente com a terapêutica que recebeu Autorização de Uso de Emergência para uso em um ambiente hospitalar em pacientes com alto risco de desenvolver Covid-19 grave.”, destacou o Diretor Médico e Científico da Romark, Jean-François Rossignol.

O estudo analisou 1.092 pessoas com 12 anos ou mais com sintomas respiratórios consistentes da Covid-19. Os participantes foram inscritos em centros ambulatoriais nos Estados Unidos dentro de 72 horas do início dos sintomas e tratados com dois comprimidos de NT-300 ou placebo duas vezes ao dia por cinco dias. As análises de eficácia se concentraram nos 379 participantes que tinham infecção confirmada por SARS-CoV-2 em laboratório no início do estudo.

Segundo o estudo, o NT-300 foi bem tolerado. O único evento adverso que ocorreu em mais de 2% dos indivíduos foi diarreia. Os dados mostram que não houve diferenças significativas nos eventos adversos entre os dois grupos (composto ou placebo).

No momento, o único antiviral aprovado para uso na Covi-19 é o Veklury (Remdesivir) da Gilead Sciences, que deve ser administrado por infusão intravenosa e só é usado em pacientes hospitalizados com 12 anos ou mais.

O NT-300 também está em fase 3 de desenvolvimento para o tratamento e prevenção de doenças respiratórias agudas causadas por uma ampla gama de vírus respiratórios, incluindo influenza, parainfluenza e vírus sincicial respiratório (RSV).


Foto: Freepik.com


LEIA MAIS:
Coquetel de anticorpos contra a Covid-19 da Regeneron reduziu em 81% o risco de infecções sintomáticas
ECMO: saiba como funciona a terapia que está sendo utilizada em pacientes com Covid-19
Covid-19 e Influenza: saiba o período correto de intervalo entre as vacinas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here