Por engano, crianças e gestante são vacinados contra a Covid-19 ao invés da vacina contra a gripe

0
343

A prefeitura de Itirapina, em São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que 46 pessoas receberam por engano a vacina contra a Covid-19 quando deveriam ser imunizadas contra a gripe (Influenza), na quarta-feira (14). Foram vacinados 18 adultos, entre eles uma gestante, e 28 crianças.

Em comunicado, a prefeitura municipal explicou que durante o controle de estoque das vacinas percebeu-se que faltavam 46 doses da Coronavac. Ao investigar, notaram a possibilidade de um erro na separação da caixa contendo os frascos do imunizante. De acordo com as informações, o caso aconteceu após uma técnica de enfermagem ter separado incorretamente as doses da vacina Coronavac para serem levadas à sala em que a equipe realizava a vacinação contra a gripe, com crianças de 6 meses à 6 anos de idade, gestantes e puérperas, como grupo prioritário.

Segundo a nota, imediatamente a Secretaria Municipal de Saúde comunicou à Vigilância Epidemiológica de Piracicaba sobre a falha e solicitou orientações sobre como prosseguir a situação. Na quinta-feira (15), foram atendidas 26 das pessoas que foram vacinadas. A gestante passou por consulta com clínico geral e um médico obstetra. No caso das crianças, as avaliações foram realizadas por um pediatra.

Até o momento, nenhum efeito adverso ou anormalidade foi constatada.

Em vídeo divulgado pelo Jornal Cidade, a prefeita de Itirapina, Dona Graça (PSDB) esclareceu o episódio. A política considera o erro imperdoável e que medidas cabíveis serão tomadas a respeito. “O fato está efetivado, pessoas receberam a vacina de forma errônea e isso não podemos mudar. Não quero culpar ninguém, mas, sim, me solidarizar com os que foram vacinados e informar que o caso será apurado para as devidas ações”, disse.


Além desse caso, na cidade de Diadema, no interior do estado paulista, outra profissional técnica de enfermagem da unidade de saúde básica (UBS) cometeu um erro ao vacinar cinco crianças contra a Covid-19. A prefeitura de Diadema abriu um procedimento administrativo para apurar o caso e disse ”condenar veementemente” o erro.


LEIA MAIS:
VACINA: 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasada
Risco de desenvolver coágulo raro após a Covid-19 é de 8 a 10 vezes maior do que após a vacina
Leite materno de mães vacinadas apresenta anticorpos contra a Covid-19, indica estudo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here