Doença de Chagas: 70% das pessoas infectadas não sabem que estão com a doença, alerta Opas

0
156
Estudos e amostragem do Barbeiro, transmissor da doença de chagas.

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) alertou que 70% das pessoas que vivem com a doença de Chagas não sabem que estão infectadas. Na região das Américas, a organização avalia que 6 a 8 milhões de pessoas estejam infectadas pelo parasita protozoário Trypanosoma cruzi, causador da doença. Porém, devido a ausência de sintomas clínicos, sete em cada dez pessoas acometidas pela doença desconhecem sua condição. 

A cada ano, nas Américas, surgem cerca de 30 mil novos casos da doença e mais de 10 mil pessoas morrem em consequência de complicações clínicas que ela provoca. A organização estima que 75 milhões de pessoas na região correm risco de contrair a doença de Chagas.

A diretora da Opas, Carissa F. Etienne, afirma que “a doença de Chagas continua causando grande sofrimento e matando milhares de pessoas na América Latina, especialmente nos países mais pobres e entre as populações mais vulneráveis“.

Reflexos da pandemia no combate à doença de Chagas

Diante da pandemia por Covid-19, inúmeras ações que visam controlar, prevenir e cuidar de doenças foram interrompidas em vários graus em diversos países das Américas. O chefe da Unidade de Doenças Transmitidas por Vetores, Tropicais e Negligenciadas da Opas, Luis Gerardo Castellanos, considerou 2020 como um ano desafiador para enfrentar a Chagas. 

“Foi desafiador para os países em termos de lidar com a pandemia de Covid-19 e, ao mesmo tempo, manter seus esforços no combate à doença de Chagas. Devemos retomar as atividades para mitigar eventuais danos ao alcance e impacto dos programas de prevenção e controle de Chagas na região”, argumentou.

A Opas segue desempenhando esforços que visam eliminar a doença de Chagas e mais de 30 doenças infecciosas até 2030. “Aumentar a conscientização sobre a doença de Chagas é o primeiro passo para prevenir, detectar e tratar a enfermidade, bem como para quebrar a cadeia de transmissão”, enfatiza Castellanos.

Doença de Chagas

A doença de Chagas ou Tripanossomíase americana é uma doença infecciosa, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. A transmissão da doença é causada pelo hospedeiro do parasita, o inseto barbeiro. A doença é transmitida através das fezes desse inseto, que, ao picar a pessoa, deposita sobre a pele as fezes infectadas. 

A picada do barbeiro causa coceira, fator que facilita a entrada do parasita no organismo através do contato com a mucosa dos olhos, nariz, boca ou feridas recentes, ou por via oral, com o consumo de alimentos infectados. Outro mecanismo de transmissão que ocorre é através da transfusão de sangue ou transplante de órgãos de doadores contaminados, que representam uma prevalência média de 0,2% na América Latina. 

A transmissão vertical, quando a mãe passa para o filho durante a gravidez ou o parto, também é uma condição que merece atenção. Segundo a Opas, aproximadamente 8 mil bebês nascem com Chagas todos os anos. A estimativa é de que mais de um milhão de mulheres da região das Américas em idade fértil possam estar infectadas sem saber.

Sintomas

De acordo com a organização, somente 1% dos infectados são tratados a cada ano. A patologia deve ser diagnosticada por exames laboratoriais como causa desses casos e doenças, que atingem milhões de pessoas. “Alcançar a cobertura universal de saúde, incluindo gerenciamento clínico e aconselhamento para todas as pessoas diagnosticadas nos estágios finais, é essencial para controlar a doença e melhorar a qualidade de vida”, afirma a Opas.

Os sintomas são classificados de acordo com as duas fases da doença: fase aguda e fase crônica. Na fase aguda, muitas vezes não há sintomas ou, quando ocorrem, os sinais apresentados são moderados, como: febre; inchaço dos gânglios linfáticos e pálpebras; fraqueza; dor de cabeça; náuseas e vômitos; e diarreia. Nesta fase, a patologia é quase 100% curável.

A fase crônica, quando o parasita deixa o sangue e passa a habitar os tecidos que formam os órgãos, pode não apresentar sintomas por anos. Os sintomas, quando apresentados, são graves e estão associados a distúrbios no coração, como insuficiência cardíaca, ou problemas no esôfago e no intestino, como megaesôfago e megacolon.

Tratamento

O tratamento da doença de Chagas é indicado por um médico, que irá avaliar o caso do paciente. Normalmente, são prescritos medicamentos, que podem curar a doença ou evitar demais complicações enquanto o parasita permanece no sangue do infectado.


Foto: Arquivo/Ministério da Saúde


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here