Pfizer adquire a Amplyx Pharmaceuticals

0
161

A farmacêutica Pfizer anunciou nesta quarta-feira, 28, que adquiriu a Amplyx Pharmaceuticals, empresa privada dedicada ao desenvolvimento de terapias para pessoas com sistema imunológico comprometido. A Amplyx está desenvolvendo um novo tratamento para infecções fúngicas invasivas, tendo como principal composto o antifúngico Fosmanogepix (APX001). A nova aquisição é uma oportunidade para a farmacêutica aprimorar seu portfólio de tratamentos de doenças infecciosas.

Atualmente, existem apenas três classes de medicamentos antifúngicos disponíveis para pacientes com o sistema imunológico debilitado, e fungos estão cada vez mais resistentes ao tratamento padrão. Se aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos, o Fosmanogepix da Amplyx será a primeira nova classe terapêutica antifúngica em 20 anos nos EUA.  

A presidente global de negócios hospitalares da Pfizer, Angela Lukin, disse que a pandemia de Covid-19 está mostrando de forma gritante o impacto devastador das doenças infecciosas, destacando a constante necessidade de novas terapias anti-infecciosas para tratar inúmeras infecções bacterianas, virais e fúngicas difíceis de serem tratadas. 

“Estamos profundamente empenhados em ajudar os pacientes que sofrem de doenças infecciosas, buscando continuamente oportunidades para construir nosso portfólio de terapias anti-infecciosas. Já investimos em ativos que, se aprovados, poderiam ajudar a lidar com infecções bacterianas resistentes a medicamentos e infecções virais críticas; com esta aquisição, esperamos progredir no desenvolvimento de um novo antifúngico também”, completou Angela.

Segundo a Pfizer, a aquisição da Amplyx segue um investimento de capital inicial pela farmacêutica em dezembro de 2019 como parte do financiamento Série C da Amplyx. Os termos financeiros desta aquisição não foram divulgados. 

Nesse período, a Pfizer se juntou a um grupo de investidores de biotecnologia de classe mundial, são eles: 3×5 Partners, Adage Capital Management, Arix Bioscience, BioMed Ventures, Lundbeckfonden Ventures, New Enterprise Associates, Pappas Capital, RiverVest Venture Partners e Sofinnova Investments

Estudo clínico 

O antifúngico Fosmanogepix está passando por ensaios clínicos de Fase II, buscando avaliar a eficácia de fórmulas intravenosas e orais para o tratamento de pacientes acometidos por infecções causadas por fungos, leveduras e fungos raros – como Aspergillus spp, Candida spp, Candida auris, Fusarium spp. e Scedosporium spp.

O fármaco apresentou atividade de largo espectro in vitro, além de mostrar ampla distribuição em vários tecidos – incluindo o cérebro, pulmão, rim e olhos. Por meio do desenvolvimento das formulações intravenosas e orais, o antifúngico da Amplyx pode permitir a transição da fórmula intravenosa para a oral, possibilitando aos pacientes prosseguir com o tratamento fora do hospital. 


Imagem: Divulgação/Pfizer


LEIA MAIS:
CDC dos EUA não observa relação entre casos de inflamação no coração com vacinados contra a Covid-19
Uma dose das vacinas Pfizer ou AstraZeneca reduz infecção por Covid-19 em até 65%, aponta estudo
Coquetel de anticorpos contra a Covid-19 da Regeneron reduziu em 81% o risco de infecções sintomáticas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here