EUA liberam pessoas vacinadas contra a Covid-19 de usar máscaras

0
148

Fundamentado em um novo estudo, o Centro de Controle e Prevenção de Doença (CDC, sigla em inglês) dos Estados Unidos anunciou, na última sexta-feira (14), novas diretrizes para o uso de máscaras de proteção, cujos cidadãos totalmente vacinados não precisam mais usar máscaras em ambientes externos. No entanto, a recomendação varia conforme as leis de cada região e demais regras dos estabelecimentos.

O estudo do CDC, realizado com profissionais de saúde, indicou que as vacinas da Pfizer e da Moderna apresentaram 94% de eficácia na proteção contra o novo coronavírus entre os profissionais totalmente vacinados. Já a proteção entre os vacinados parcialmente, ou seja, somente com uma dose dos imunizantes, foi de 82%, informa o CDC. 

Os dados revelados no estudo, junto com anteriores, foram determinantes para levar a agência a flexibilizar o uso de máscaras de proteção para os norte-americanos totalmente vacinados em determinados locais dos EUA, disse em comunicado a diretora do CDC, Rochelle P. Walensky. “Este relatório forneceu as informações mais convincentes até o momento de que as vacinas Covid-19 estavam tendo o desempenho esperado no mundo real”. 

Dados divulgados pela agência apontam que quase 47% da população dos EUA recebeu ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e cerca de 36% da população norte-americana está totalmente vacinada.

De acordo com o CDC, o novo ensaio clínico, diferente de estudos anteriores, compreende uma amostra maior e mais ampla de avaliação. Os dados avaliados são de uma rede que abrange 500 mil profissionais de saúde em 33 locais de 25 estados dos EUA. 

Segundo a agência, a avaliação faz parte de uma estratégia abrangente de utilização de métodos complementares para entender de que forma as vacinas contra a Covid-19 estão funcionando em diferentes populações e ambientes. Na semana passada, o CDC ampliou as recomendações de vacinação, incluindo adolescentes de 12 a 15 anos, seguindo a Autorização de Uso de Emergência da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA.

O CDC ainda informa que continuará avaliando as respostas dos imunizantes autorizados pela FDA em pessoas de diferentes grupos etários, incluindo crianças e adolescentes.

O que pode ser realizado

O CDC informa que as pessoas totalmente vacinadas podem retomar as atividades que faziam antes da pandemia. Saiba em quais situações nos EUA essa parcela da população pode ficar sem máscara, segundo o CDC:

  • Retomar as atividades sem usar máscara ou ficar a 1,8 m de distância, exceto quando exigido por leis, regras e regulamentações federais, estaduais, locais, tribais ou territoriais, incluindo orientação comercial e local de trabalho local.
  • Pessoas que viajarem para os Estados Unidos não precisam fazer o teste antes ou depois da viagem, nem fazer o teste de quarentena após a viagem.
  • É preciso que os cidadãos prestem muita atenção à situação em seu destino internacional  antes de viajar para fora dos Estados Unidos:
    – Não é necessário fazer o teste antes de deixar os Estados Unidos, a menos que o destino exija.
    – Não é necessário mostrar um resultado de teste negativo  ou documentação de recuperação da Covid-19 antes de embarcar em um voo internacional para os Estados Unidos.
    – Ainda deve ser realizado o teste de 3 a 5 dias após a viagem internacional.
    – Não é necessário ficar em quarentena após chegar aos Estados Unidos.
  • Ao ter ficado próximo de alguém com Covid-19, não será necessário ficar longe de outras pessoas ou fazer o teste, a menos que tenha sintomas. No entanto, se o cidadão americano mora ou trabalha em um centro correcional ou de detenção ou em um abrigo para sem-teto e está perto de alguém que tenha Covid-19, ele ainda deve fazer o teste, mesmo que não tenha sintomas.

Foto: Freepik.com


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here