Pesquisa: prática de atividade física desde a infância pode reduzir o enrijecimento arterial

0
140
Father teaching his little son to ride a bicycle

Sabemos que praticar atividades físicas pode trazer inúmeros benefícios à saúde, ajudando na prevenção de doenças, auxiliando na saúde mental, proporcionando o bem-estar e elevando a autoestima. Quem deixa o sedentarismo de lado possui uma melhora no funcionamento do organismo, condicionamento físico, circulação sanguínea, respiração, disposição, entre outros fatores que contribuem para um indivíduo levar uma vida mais saudável e de qualidade.

Mas um estudo finlandês revelou que os níveis mais elevados de atividade física moderada e vigorosa podem conter o enrijecimento arterial logo na infância. A pesquisa foi realizada em colaboração por um grupo de pesquisadores da Universidade de Jyväskylä, da Universidade do Leste da Finlândia, da Escola Norueguesa de Ciências do Esporte e da Universidade de Cambridge.

Os resultados do estudo foram baseados no estudo em andamento sobre Atividade Física e Nutrição em Crianças (PANIC) conduzido na University of Eastern Finland, e publicados no Journal of Sports Sciences

“Nosso estudo mostrou que níveis aumentados de atividade física moderada e vigorosa estavam associados a artérias mais elásticas e melhor capacidade de dilatação. No entanto, nossos resultados também sugerem que os efeitos positivos da atividade física moderada e vigorosa na saúde arterial são parcialmente explicados por seus efeitos positivos na composição corporal”, afirma Eero Haapala, um dos pesquisadores do estudo.

O grupo descobriu que as artérias são mais saudáveis ​​em crianças com os níveis mais altos de atividade física moderada e vigorosa, mas estas associações não foram identificadas com tempo de sedentarismo ou de atividade de intensidade leve. Isto é, o tempo sedentário ou a aptidão aeróbia não estiveram relacionados à saúde arterial.

“A mensagem principal do nosso estudo é que, desde a infância, o aumento da atividade física moderada e vigorosa é central na prevenção de doenças cardiovasculares. No entanto, vale lembrar que cada passo é importante, pois reduzir o tempo sedentário e aumentar a atividade física leve têm vários efeitos na saúde, embora possam não ter efeitos diretos nas artérias”, aponta Haapala.

Ao longo de dois anos, os pesquisadores dedicaram-se a investigar a ligação entre atividade física, tempo sedentário e aptidão aeróbia e suas mudanças de acompanhamento com rigidez arterial e capacidade de dilatação. Foram analisadas 245 crianças com idades entre 6 a 8 anos. A atividade física foi medida usando um monitor combinado de frequência cardíaca, movimento, rigidez arterial e capacidade de dilatação, usando a análise do contorno do pulso. A composição corporal foi avaliada por meio de um exame denominado DXA.


Foto: Freepik


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here