Síndrome do intestino irritável: saiba o que é, quais os sintomas e tratamento adequado

0
117

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é um distúrbio intestinal que provoca dor abdominal, excesso de gases, diarreia e constipação. Os sintomas podem piorar devido a vários fatores, que podem envolver situações de estresse e ingestão de alguns alimentos, por exemplo.

A causa da síndrome do intestino irritável ainda é desconhecida. De acordo com a Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia (SBMDN), acredita-se que haja uma hipersensibilidade visceral, responsável pelos sintomas, que pode ser agravada pela ingestão de determinados alimentos. 

Além disso, é considerado que essa condição esteja relacionada a um distúrbio multifatorial ligado a alterações neurológicas diretamente relacionadas ao intestino. Com a ingestão de alguns alimentos, os sintomas podem ser precedidos de alterações psicossomáticas, principalmente o estresse, esclarece a SBMDN. A patologia tende a afetar mais as mulheres do que os homens, e costuma ser identificada no início da idade adulta.

Sintomas

A pessoa acometida pela síndrome do intestino irritável geralmente apresenta alterações constantes no funcionamento do intestino, sem causa aparente. Esses desconfortos podem surgir na região abdominal, acompanhado de um ou mais sintomas como:

  • Constipação;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal ou cólicas;
  • Flatulências;
  • Indigestão;
  • Sensação de barriga inchada;
  • Melhora total ou parcial da dor após evacuação.

Os sintomas, segundo a SBMDN, podem persistir durante meses, interferindo diretamente na qualidade de vida dos pacientes. No entanto, por apresentar sintomas muito semelhantes aos de outras complicações do trato gastrointestinal, há dificuldade em diagnosticar a SII.

Entre os fatores que podem provocar o surgimento dos sintomas ou a piora, podem estar a ingestão de alguns alimentos como: pão, café, chocolate, bebidas alcoólicas, refrigerantes, comida processada ou leite e derivados. Uma dieta rica em proteínas ou em fibras e alimentos gordurosos também podem desencadear uma crise. 

Diagnóstico e tratamento

Ao desconfiar dos sintomas, o mais indicado é procurar um médico gastroenterologista. Como a síndrome pode ser facilmente confundida com outras patologias do intestino, geralmente o profissional realiza o diagnóstico por meio da observação dos sintomas e exclusão de outras doenças, solicitando alguns exames específicos, como exame das fezes e de sangue, colonoscopia e tomografia computadorizada.

Uma vez confirmado o diagnóstico, o paciente deve estar atento aos possíveis fatores que possam desencadear o surgimento dos sintomas. “Muitos pacientes identificam que determinados alimentos ou bebidas estão relacionados com a piora dos sintomas. Estudos recentes demonstraram que uma dieta rica em alimentos altamente fermentáveis, conhecidos como FODMAPs, exacerbam os sintomas da SII”, aponta a SBMDN. 

FODMAPs são um conjunto de carboidratos que podem ser de difícil digestão e absorção para algumas pessoas e, consequentemente, acabam sendo fermentados no intestino. Por isso, é fundamental que o portador da síndrome seja avaliado por um nutricionista, que irá indicar uma dieta adequada para reduzir os sintomas. 

Em casos de sintomas intensos ou que não melhoram com as mudanças no estilo de vida, poderá ser indicado pelo especialista o uso de medicamentos para controlar a diarreia, bem como laxantes, quando paciente apresente prisão de ventre, remédios antiespasmódicos ou antibióticos.

Complicações

A síndrome do intestino irritável não apresenta risco para complicações graves de saúde, sendo uma doença benigna e com boa evolução, quando tratada de forma adequada. No entanto, é importante que o paciente esteja atento a determinados sinais, como sangramento, perda de peso, desidratação e desnutrição grave descartam o quadro de doença funcional. Ao surgirem estes sintomas, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional para investigar melhor os sinais apresentados.


Foto: Freepik


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here