Confira seis técnicas de respiração para fortalecer o pulmão

0
71

Neste 25 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Pulmão, data que visa alertar e conscientizar a sociedade sobre a importância de cuidar da saúde respiratória. O pulmão é um órgão essencial para o funcionamento do organismo, cuja sua principal função é oxigenar o sangue e eliminar o dióxido de carbono, isso permite que o ar que respiramos entre em contato com o sangue que circula por todo o corpo.

Os pulmões podem ser acometidos por uma série de doenças respiratórias, como Covid-19, pneumonia, asma, bronquite, tuberculose, além de câncer de pulmão. Na maioria dos casos, os fatores de risco para o aparecimento de patologias do sistema respiratório são o cigarro e a poluição.

Para manter um pulmão saudável e em pleno funcionamento, separamos algumas dicas de exercícios que irão ajudar você a cuidar dos seus pulmões, podendo ser realizados em casa, preferivelmente com o auxílio de um fisioterapeuta. Confira abaixo:

1. Respiração diafragmática

A respiração diafragmática ajuda a aumentar a amplitude da sua caixa torácica. Para executar o exercício, sente e feche os olhos, com as mãos no abdômen, inspire lentamente e profundamente pelo nariz, expandindo todo o abdômen. Após a inspiração, segure o ar por dois segundos e expire lentamente.

2. Inspiração fracionada

Esse  tipo de exercício visa estimular o aumento de volume dos pulmões, ou seja, ele possibilita ampliar a elasticidade do tecido pulmonar. Para isso, você deve realizar inspirações nasais curtas e de forma sucessiva, com uma pausa de dois segundos após cada inspiração, até atingir o volume máximo de ar nos pulmões.  Após realizar a inspiração completa fracionada, expire todo o ar de uma única vez. 

3. Inspiração profunda 

Na inspiração profunda o objetivo principal é melhorar a amplitude ventilatória. Para realizar esse exercício, inspire o máximo possível erguendo os braços para cima. Ao finalizar a inspiração, segure por cinco segundos, após desça os braços realizando a exploração do ar pela boca. 

4. Inspiração sustentada máxima

Esse tipo de exercício aumenta o volume e a capacidade pulmonar,  fortalece a musculatura respiratória, além de proporcionar maior controle da ventilação. O exercício consiste em realizar uma inspiração profunda até atingir a capacidade respiratória que você conseguir e logo após dê uma pausa inspiratória de três segundos. Depois, expire o ar pela boca. Este método é  contraindicado para pessoas com problemas obstrutivos graves.

5. Respiração abreviada

A respiração abreviada compreende o aumento do volume de ar inspirado e a estimulação de partes do pulmão que estejam subutilizadas. Para executar a técnica, basta realizar uma única inspiração profunda. Após a inspiração, solte apenas um pouco de ar e inspire mais um pouco. Repita o processo por quatro vezes e, em seguida, expire completamente. Realize o exercício sentado.

6. Respiração das narinas alternadas

A respiração das narinas alternadas visa estimular o relaxamento do corpo. Para realizar a técnica, em um ambiente calmo, coloque os dedos indicador e médio da mão direita no centro da testa, soltando o ar por completo. Depois, sem mover o indicador, posicione seus dedos anelar e mindinho na narina esquerda, enquanto o polegar ficará posicionado na narina direita. Após, use os dedos anelar e mínimo para abrir e fechar a narina esquerda. O polegar será usado para a narina direita. Cada vez que você inspirar e expirar pelas duas narinas, um ciclo se completa, que deve ser repetido 10 vezes.

Lembre-se: sempre que houver alguma alteração respiratória, busque atendimento médico. 


Foto: Freepik


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here