Cientistas desenvolvem vacina em adesivo que promete ser mais eficaz que a injetável


Tomar vacina, muitas vezes, pode ser um pesadelo para algumas pessoas. Esse medo de agulha, chamado de Aicmofobia, é capaz de causar danos à saúde, uma vez que causa sofrimento e pode ser limitante para quem sofre com essa condição. 

Mas, você já pensou na possibilidade de existir uma vacina que não precisa de agulha? Pode ser possível, isso porque pesquisadores da Universidade de Stanford e da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill (UNC-Chapel Hill), nos Estados Unidos, criaram um adesivo de vacina, impresso em 3D, que indicou fornecer maior proteção do que as vacinas a que estamos acostumados, as aplicadas por injeção. O estudo foi publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

A inovação é composta por microagulhas impressas em 3D alinhadas em um adesivo de polímero. O “truque”, de acordo com os pesquisadores, consiste em aplicar o adesivo da vacina diretamente na pele, que está cheio de células do sistema imunológico que as vacinas visam. A tecnologia de impressão 3D permite que as microagulhas possam ser facilmente personalizadas para desenvolver vários adesivos de vacina para gripe, sarampo, hepatite ou até mesmo para a Covid-19.

“Ao desenvolver esta tecnologia, esperamos estabelecer a base para um desenvolvimento global ainda mais rápido de vacinas, em doses mais baixas, de uma maneira sem dor e sem ansiedade”, disse o principal autor do estudo e empresário em tecnologia de impressão 3, Joseph M. DeSimone, professor de medicina translacional e engenharia química na Universidade de Stanford e professor emérito da UNC-Chapel Hill.

A pesquisa, realizada em animais, indicou que a inovação apresentou resposta imunológica 10 vezes maior do que uma vacina aplicada em um músculo do braço com uma picada de agulha. Os resultados do estudo ainda mostraram que o adesivo da vacina gerou uma resposta significativa de células T e anticorpos específicos do antígeno que foi 50 vezes maior do que uma injeção subcutânea administrada sob a pele.

Segundo os pesquisadores, essa resposta imunológica intensificada pode levar à redução da dose, com um adesivo de vacina com microagulha usando uma dose menor para gerar uma resposta imunológica semelhante à de uma vacina aplicada com agulha e seringa.

Vantagens do adesivo vacinal em 3D

Para os pesquisadores, a pandemia Covid-19 mostrou a importância da vacinação realizada em momento oportuno. Porém, eles ressaltam que há problemas que podem dificultar a vacinação em massa, que vão desde o armazenamento refrigerado de vacinas até a necessidade de profissionais treinados que possam aplicar as vacinas, além de requerer uma visita a uma clínica ou hospital.

Por outro lado, os adesivos de vacina, que incorporam microagulhas revestidas de vacina que se dissolvem na pele, podem ser enviados para qualquer lugar do mundo sem manuseio especial e as próprias pessoas podem aplicar o adesivo.


Foto: Reprodução/University of North Carolina at Chapel Hill


Bruna Faraco
Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), radialista e fotógrafa.

Faça um comentário

Deixe seu comentário

Artigos Relacionados

Redes Sociais

3,814FãsCurtir
603SeguidoresSeguir
56SeguidoresSeguir

Atualizações