Gripe H3N2: o que é, sintomas, tratamento e como prevenir

0
94

Cresceu o número de casos de gripe no Brasil nos últimos meses. Fora do período típico, em que há mais circulação do vírus no inverno, as infecções estão sendo causadas por uma cepa denominada Darwin, pertencente ao H3N2 – um dos subtipos do vírus Influenza A (vírus do tipo A). Esse tipo de vírus está entre os principais responsáveis pela gripe comum, sendo de fácil contágio entre pessoas por meio das gotículas liberadas no ar por pacientes infectados. 

Atualmente, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), são conhecidos três tipos de vírus influenza: A, B e C. Os vírus A e B tendem a provocar epidemias sazonais em diferentes localidades do mundo, enquanto o C costuma causar alguns casos mais leves. O tipo A da influenza é classificado em subtipos, como o A (H1N1) e o A (H3N2). 

Sintomas

O subtipo H3N2, assim como o H1N1, causa sintomas característicos da gripe, no entanto, podem ocorrer casos de forma assintomática. Os principais sintomas são:

  • dor de cabeça;
  • febre alta;
  • calafrios;
  • fadiga;
  • garganta inflamada;
  • congestão nasal;
  • dores no corpo e nas articulações.

A doença pode começar a ser transmitida até um dia antes do início do surgimento dos sintomas, sendo este o período de maior risco de contágio, principalmente quando ocorre febre.

O período de incubação do vírus H3N2 é de três a cinco dias, quando começam a surgir os sintomas. Durante este período ou em casos de pacientes assintomáticos, a doença pode ser transmitida. Em crianças, o período de transmissão é de até 14 dias, enquanto nos adultos é de até sete dias.

A Influenza H3N2 tende a infectar com maior facilidade crianças, idosos, mulheres grávidas ou que tiveram o bebê recentemente, pessoas imunossuprimidas ou que são portadores de doenças crônicas. 

Tratamento

Ao apresentar sintomas gripais, o paciente deve procurar atendimento médico na Unidade Básica de Saúde mais próxima. O tratamento para a gripe causada pelo vírus H3N2 consistem em aliviar os sintomas, por isso o mais indicado é o paciente seguir algumas recomendações, como:

  • ficar em repouso;
  • consumir líquidos durante o dia;
  • ter uma alimentação leve.

O uso de medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e antivirais deve ser recomendado por um médico. Também é recomendado que o paciente infectado fique em isolamento por cerca de 7 a 10 dias, evitando a transmissão para outras pessoas.

Cuidados

Para prevenir a disseminação e o contágio pelo vírus da gripe, assim como na Covid-19, é importante que a população use máscara facial, mantenha o distanciamento físico e as mãos devidamente desinfetadas e higienizadas.

Atualmente, o Brasil possui vacinas que protegem contra o vírus Influenza A e B, mas que não são específicas para a variante H3N2. No entanto,  o Instituto Butantan – considerado o maior produtor de vacinas para a gripe do Hemisfério Sul – informou que a vacina trivalente, que irá proteger contra as cepas H3N2 , H1N1 e B, já está sendo produzida. De acordo com o Butantan, o imunizante será distribuído pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de março. É fundamental que a população esteja com a carteira de vacinação em dia.


Foto: Freepik


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here